A passagem do modelo tradicional para digital de negocios [pt]

Hoje, vamos falar sobre a transformação do modelo de negócios tradicional para o digital nas empresas. A transformação já está acontecendo em todas as áreas, mas na Foodtech especialmente, este novo modelo é extremamente importante.

Elaboramos 3 etapas cruciais à serem abordadas para operar a transformação para o modelo de negócios digital. Este novo modelo, provoca uma verdadeira revolução no modo de gerir os negócios, mas se pensarmos bem a tecnologia já é utilizada nas empresas faz alguns anos. Este novo modelo  vem para agilizar e aproximar a empresa do consumidor final. Alguns autores falam até, que estamos iniciando uma nova Revolução Industrial

Etapa 1: Formar os atores Dirigentes de projetos

Já sabemos que a formação é um dos fatores primordiais de satisfação, motivação e bem estar para os colaboradores. A ideia é de incentivar inicialmente a reflexão destes colaboradores. Posteriormente, esta reflexão poderá amadurecer e trazer, por fim, um retorno positivo em modelos de ação. A formação deve ser um investimentos de duas vias (da empresa e do colaborador) que permite a ambos aprenderem com esta experiência. Podemos notar que as empresas que possuem investimentos nas áreas da Pesquisa e Desenvolvimento, crescem mais assertivamente.

Etapa 2: Repensar na relação entre a marca e o consumidor

A maior oportunidade oferecida por este novo modelo tecnológico e digital é a oportunidade que a empresa tem de se conectar com seus consumidores. É necessário pensar de uma outra forma e se colocar no lugar do consumidor afim de estreitar a relação com o cliente.

A inovação deste novo modelo de negocio é de partilhar novos valores engajados pela sociedade e mais propriamente dito, da nova geração de jovens (Geração X, Y e Milênio). Valores como saudável, orgânico, origem do produto, impacto social e sustentabilidade são as novas informações que as empresas devem agregar nos seus valores.

 

Etapa 3: Favorizar a abertura à inovação (Open Innovation)

 

A abertura a inovação nada mais é que varias ferramentas e métodos que são utilizados juntos afim de acelerar a inovação. Tendo como base: a inteligência coletiva, a partilha do conhecimento e a ação de projetos em modo colaborativo.

Um exemplo muito simples são os “influenciadores” que entenderam muito bem como funciona este modelo. Eles não hesitam em pedir a opinião do seguidor nas redes sociais, a fazer enquetes no Instagram e se basear nas estatísticas fornecidas pelas plataformas digitais. No Marketing 4.0, do livro do Philip Kotler, mostra que as Start-up também seguem este mesmo modelo de inovação. Podemos notar que nestes novos modelos, existe uma quebra de paradigmas. Anteriormente poucas pessoas detinham o poder do conhecimento do comportamento do consumidor. Hoje, o comportamento é ditado pelo consumidor e esta é uma a informação aberta para todos.

Entender e assimilar estes três passos para serem incorporados na empresa é primordial para um primeiro passo para o sucesso digital.

 

Então boa sorte e até breve,

 

Source: Food Revolution

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *